sexta-feira, 13 de setembro de 2013

A assombração do cinema...



                        Noan, estava literalmente disposto a entrar no cinema a qualquer preço naquele dia, afinal fazia pouco tempo que morava naquela cidade e lá nada de interessante acontecia, pelo menos era o que ele pensava.
Ele sabia, que o sr Logan dono do cinema, aliás o único de uma pequena cidade do estado de  Arkansas, sempre projetava o filme "O mágico de Oz", para um cinema vazio, sempre no mesmo horário, todos os dias. Quanta sorte teve Noan, ao se deparar com a porta dos fundos semi aberta. Foi se esgueirando por entre as sombras e se acomodou em uma poltrona, lá do lado esquerdo do cinema. 
                         Em poucos minutos, Noan percebeu os primeiros raios de iluminação, vindos do projetor, que ficava no fundo do cinema e por entre uma minúscula janela, saiam as projeções. O filme começou e o que poderia haver de tão interessante em se ficar vendo sempre um filme tão antigo como aquele? Ah! Mas Noan estava disposto a descobrir e mal sabia ele que iria ser testemunha de algo, que jamais imaginara que seria.


O filme já estava quase no meio, quando uma voz disse a Noan:
-Será que a Doroty conseguirá voltar?
Noan quase morreu de susto, pois pensou que estivesse só dentro daquele cinema. Pelo menos, estava quando entrou. Noan, olhou ao seu lado e seu susto foi ainda maior, quando viu aquela garota tão bela, sentada bem ao seu lado. Mas que estranho ele não ter percebido sua presença antes.
Noan respondeu:
-Não sei, Eu nunca vi esse filme, acho meio chato. Só estou aqui por curiosidade.
A menina sorriu e disse:
-Esse é o meu filme favorito eu estava...E Noan a interrompeu, sem nem mesmo perceber que havia feito isso. E disse:
-Mas que estranho, você já estava aqui quando eu entrei?
-Estava sim. Sempre estou.
-Mas onde você estava que não lhe vi?
-Estava bem aqui.




Noan, ficou em silêncio e apenas olhou para a menina, que deveria ter mais ou menos a mesma idade que ele, dezessete anos. Era linda, a mais linda que seus olhos já haviam visto. Noan começou a pensar em beijá-la. A escuridão da sala de cinema, estava convidativa e ele jamais havia beijado uma menina tão meiga e linda, de voz tão doce como aquela. Aliás como seria o nome dela? E ele perguntou:
-Qual o seu nome?
-Ham! Não sei! Não me lembro mais. Faz tanto tempo que... E Noan a interrompeu de novo:
-Você não se lembra mais! Hum, sei!
Ela não quer me contar seu nome, pensou Noan e continuou a ver o filme.
                                   Aquele filme cansativo, estava quase terminando quando Noan olhou para a garota e percebeu uma gota de sangue pingar em seu vestido branco. Assustado ele disse:
-Você está sangrando.
Ela abaixou a cabeça e quando tornou a levantar, todo o seu rosto estava banhado de sangue. De seus olhos escorriam dois filetes grossos de sangue.
Noan assustado com a cena levantou-se imediatamente e ficou olhando para ela sem saber o que fazer, na verdade ele estava paralisado, não conseguia mexer um só músculo. A menina baixou a cabeça de novo e rapidamente levantou-a outra vez e agora seus cabelos também estavam ensopados de sangue.
Rápida como um relâmpago ela se contorceu na poltrona e ficou parada em uma posição como se estivesse quebrada ao meio, os olhos paralisados olhando o nada. Estava morta? O chão e a poltrona, também estavam banhados em sangue e Noan, como se tivesse saído de um transe, saiu correndo e gritando por socorro. Foi nesse instante que o sr Logan percebeu a presença de Noan. Ele, estava bem atrás do projetor,na pequena e escura sala de projeção. Sr Logan correu até o cinema e o rapaz ofegante não conseguia contar o ocorrido, apenas segurando-o pelo paletó, levou-o até onde estava a garota. Ao se aproximar, levou um susto, quando nada viu. Na poltrona onde ela estava, não havia nenhum sinal de que alguém estivera ali, muito menos que estivesse sangrando ou morto. Quando ele começou a contar ao sr Logan, foi logo interrompido:
-Você viu Alyssa, morta nesse cinema em 1939, quando o filme foi lançado
-Nossa! Então eu quase beijei um fantasma?
Sr Logan, fez um ar de riso. E Noan perguntou:
-Porque ela ainda está aqui? O que quer? Quem é a família dela?
-Ela não tinha família, era o último membro de uma família simples do Texas. Tudo o que ela quer, é saber como o filme termina. Se Doroty, voltará para casa.
-Ela me perguntou isso.
-Claro, por isso não se lembra mais do nome. Já está morta há muitos anos. Estamos no ano de 1980 e já fazem quarenta e um anos.
-Sim. Disse sr Logan. Eu já tinha vinte e cinco anos na época.
- Mas o que houve com ela sr Logan?
-Quando ela vinha ao cinema, gostava sempre de ficar ali naquela fileira, para que ninguém a percebesse ou incomodasse.  Mas naquele inverno, ela já não estava se sentindo bem, mas mesmo assim veio assistir o filme, pois era a história de seu livro preferido. O filme já estava quase no fim, quando ela teve um aneurisma. Quando a encontramos havia muito sangue, na poltrona e em suas roupas e ela se contorceu tanto de tanta dor, que parecia quebrada ao meio. Não pudemos fazer nada, pois já estava morta há algumas horas, quando a encontramos. E Noan disse:
-Nossa! Foi assim que ela ficou no final. Parecia quebrada ao meio.
-E porque o sr coloca esse filme sempre?
-Eu também a consigo ver e algumas pessoas já a viram, mas pedi segredo. Projeto sempre esse filme, na esperança que ela veja o final e abandone esse cinema, pois mesmo que alguns guardem segredo, nem todos o fazem e isso é ruim para os negócios, muito ruim.
Noan ficou um instante parado, pensativo e disse:
-Porque o sr, não tenta algo diferente do que sempre fez?
-Como assim?
-Projeta o filme! Mas desta vez somente a parte que ela não conseguiu ver após a sua morte, quem sabe dê certo?
-Rapaz! Eu nunca pensei nisso. talvez isso dê certo mesmo. Volte aqui amanhã, neste mesmo horário e tentaremos juntos.

                                   No outro dia, Noan se apresentou no cinema, para a fantasmagórica tarefa. Entraram na sala de projeção e com a ajuda de Noan, sr Nolan preparou o filme, o deixando no ponto exato em que Alyssa não conseguiu ver. Ficaram em total silêncio quando a projeção iniciou e pela pequena janelinha, viram Alyssa sentada na mesma poltrona de sempre. O filme terminou e os dois correram para a sala de cinema a tempo de ver Alyssa envolta em uma luz branca acenando para eles. E feliz da vida... Ou da morte, ela se foi para nunca mais voltar.





Quem sou eu

Minha foto

Faço pintura em tecidos crochê entre outros.Amo o que faço...